Evolução dos acréscimos de custos nos contratos de empreitada de obras públicas

Auditorias a empreitadas de Obra Pública
Deficiências na conceção dos projetos (84,2%) e circunstâncias imprevistas (7,9%) foram as principais causas de alterações ao objeto contratual das empreitadas de obras públicas e que determinaram um aumento líquido da despesa pública em cerca de 3,9 milhões de euros durante o ano de 2016.

Estas são algumas das conclusões da Auditoria do Tribunal de Contas à evolução dos acréscimos de custos nos contratos de empreitadas de obras públicas. Nesta auditoria foram visados 700 contratos de empreitada de obras públicas, dos quais 184 sofreram 359 alterações em 2016.

Para mais informações sobre as conclusões desta Auditoria, leia a notícia completa aqui